08 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
29/04/21 às 14h32 - Atualizado em 29/04/21 às 14h33

Viaduto do Recanto das Emas, movimento constante de construção

COMPARTILHAR

Com investimento de R$ 30.9 milhões, o viaduto tão esperado pela população recantense está com o movimento constante na construção. Atualmente acontece a terraplanagem com a abertura das vias marginais com término previsto para o final do mês de maio e em seguida iniciar uma nova etapa do projeto.

Além disso, a obra gera inicialmente cerca de 150 postos de trabalho, podendo alcançar 400 trabalhadores diretos e indiretos beneficiados com o empreendimento.

Manuel Divino, 55, é morador do Distrito Federal há 35 anos e ocupa uma vaga direta na construção do viaduto. Ele comentou que a obra o ajudou a trabalhar nesta pandemia: “Foi importante demais essa construção para eu estar com um emprego hoje”, afirma o operário.

Já Gesilda Carneiro, 49, sai da Ceilândia diariamente para seu emprego no Recanto das Emas em uma agência de viagens de frente ao futuro viaduto. Ela acredita que isso melhorará o deslocamento na cidade e até mesmo a visibilidade do comércio em que atua, e assim atrair novos clientes.

A moradora da cidade Beatriz da Silva, 23, relata que a maior reclamação da comunidade era o trânsito parado e relembra dos riscos de acidentes comuns no local. Ela acredita que a construção do viaduto vai beneficiar a locomoção dos pedestres e melhorar a infraestrutura da cidade ao trazer mais benefícios para quem mora no Recanto das Emas. “A poeira é um pouco ruim nesse início, mas faz parte para termos algo bem melhor no futuro”, brinca.

Por dia, 60 mil veículos trafegam pela área do entroncamento entre Recanto das Emas e Riacho Fundo II e veem a solução do trânsito na região com a construção do viaduto. A obra vai permitir um melhor tráfego pelo local e ainda solucionar as questões de segurança.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros